• Ivo Fernando da Costa

É Possível Fazer uma Divisão da Filosofia?

A Filosofia Estuda Todas as Coisas, mas isso não significa que não haja uma divisão da filosofia.


Uma proposta à luz do pensamento de Francisco Suárez



Em minha postagem anterior, comentei uma definição mais técnica de filosofia como “a ciência de todas as coisas [...]”. Hoje vou comentar como se organizam os conteúdos da filosofia.


Existem muitas classificações que variam segundo o critério adotado. Como falamos, a filosofia é uma ciência e toda ciência é conhecimento. O conhecimento, por sua vez, se dá na relação entre um objeto e um sujeito.


Assim, há pelo menos duas maneiras de classificar a filosofia: a partir do sujeito ou das coisas conhecidas. Proporei agora uma divisão fundamentada no segundo critério que é o método preferido pelo jesuíta Francisco Suárez.





Nesse sentido temos primeiro a Metafísica como a disciplina filosófica que estuda o ser em geral. Além de buscar entender o que é o ser e suas diversas classificações, essa disciplina busca descobrir as propriedades e as causas mais gerais de tudo quanto existe.


Agora, o ser em geral pode se dividir em infinito e necessário ou finito e contingente. O ser infinito é estudado pela teodiceia. Esse campo da filosofia procura estudar os argumentos para a existência de Deus e aquilo que podemos conhecer racionalmente d’Ele como os seus atributos de bondade, sabedoria, unidade, seu poder e conhecimento etc.


Por outro lado, o ser contingente tem duas subdivisões: o ser do homem e o ser das coisas do mundo.


O ser do homem é estudado por várias disciplinas filosóficas: a antropologia busca entender o que é o ser humano; a lógica, a filosofia do conhecimento, a filosofia da ciência e outras são disciplinas relativas ao conhecimento humano; a ética, a filosofia política, a filosofia da cultura, a filosofia da religião são disciplinas relativas à sua ação livre.


Com respeito ao ser das coisas fora do homem, temos a filosofia da matemática, a filosofia do mundo físico, filosofia da técnica e da tecnologia etc.


Finalmente temos a estética ou filosofia da arte. Hoje em dia, a maioria dos filósofos a colocariam na divisão do ser do homem por considerar a beleza algo puramente subjetivo. Eu penso que a estética está na fronteira entre o ser do homem e o ser do mundo, pois o belo não é somente uma questão de gosto pessoal... mas isso já seria tema de outro post.

Postagens por data:

Encontre outras postagens sobre: