top of page

Postagens por data:

  • Ivo Fernando da Costa

Porque estudar latim se isso não possui qualquer vantagem prática?



Réplica da estátua de Augusto de Prima Porta

Toda cultura, no fundo, surge da resposta que determinada sociedade oferece aos desafios de sua existência. Por isso elas nos apresentam um modo particular de viver e de dar sentido à realidade.


O ângulo desde o qual uma cultura enxerga seu entorno não é, obviamente, uma camisa de força, uma caixa fechada (ou mônada sem janelas como afirmava Leibniz) vetando o acesso ao mundo real.


Por outro lado, é verdade que a cultura, até certo ponto, condiciona nossa compreensão da realidade. Certos aspectos são melhores compreendidos por algumas culturas e por outras nem tanto. Em suma, toda cultura possui vantagens e pontos cegos.


Os povos da antiguidade, por exemplo, tinham uma maior facilidade para perceber que todos os seres no mundo atuam por um fim e que sua realização depende da consecução de seu fim. Em outras questões, eles eram cegos; por exemplo, eles não percebiam com facilidade o mal intrínseco que é a escravidão de outro ser humano.


Nossa cultura moderna, percebe com facilidade que isso é um mal; por outro lado, as pessoas hoje, cegas pela mentalidade cientificista, tendem a ver a ciência, que exclui de suas análises a ideia de finalidade ou teleologia, como única forma válida de conhecimento.


Todo professor já ouviu a frase: para que serve isso que estamos aprendendo? Outro ponto cego de nossa cultura é o pragmatismo para o qual só é bom aquilo que tem implicações práticas. Se tal questionamento é levantado no estudo da química, da física, da literatura... imagine quando falamos do estudo do latim. Para que estudar uma língua morta? Qual vantagem prática terei com esse empreendimento?


A resposta é nenhuma. Mesmo assim o estudo do latim é algo bom e, inclusive necessário para o homem contemporâneo. Ele é necessário para irmos contra a corrente do pragmatismo e para nos fazer ver que existem coisas boas por si mesmas, que não exigem razões de ordem prática para justificar sua existência em nós. O simples fato de saber algo, já é por si só melhor do que não o saber.


O latim, ademais, nos abre as portas para aquela cultura que serviu de base para toda a nossa civilização ocidental que hoje está desmoronando sob o peso de uma visão de mundo niilista. Ele nos dá acesso aos valores da antiguidade e nos oferece uma visão de mundo que nossa cultura atual não é mais capaz de compreender.


Para começar a mergulhar nesta cultura, te convido a participar de minhas aulas on-line de latim que estão com inscrições abertas.



Comments


Encontre outras postagens sobre:

bottom of page